quarta-feira, 6 de março de 2013

Ex-marido mata mulher a facadas no ponto de ônibus e comete suicídio em Curitiba


A comerciante Vilma Ramos Flaidok, de 46 anos, foi esfaqueada até a morte na manhã desta terça-feira (5) no bairro Gralha Azul, em Fazenda Rio Grande, região metropolitana de Curitiba. Quem cometeu o crime, enquanto a mulher esperava por um ônibus na Rua Guará, foi José Vieira Flaidok, ex-marido de Vilma. Momentos depois do assassinato, José Vieira se matou enforcado em um árvore, também no município da região metropolitana.

Testemunhas contaram que o casal estava há um ano separado depois de chegar ao fim um relacionamento conturbado que resultou em cinco filhos. De acordo com a Polícia Militar (PM), nos últimos meses Vilma elaborou, na Delegacia de Fazenda Rio Grande, diversos Boletins de Ocorrência (BOs) contra José Vieira.

“Ele a agredia e nos últimos meses a situação teria ficado pior. Hoje ele veio até o ponto de ônibus, desceu e a matou com facadas. Testemunhas nos disseram que depois do crime, ele foi até um Corsa vermelho e fugiu“, descreveu o soldado Godoy, do 17° Batalhão da Polícia Militar, antes de saber do suicídio cometido pelo assassino.

Uma amiga de Vilma descreveu que a vítima era uma pessoa boa e que nos últimos meses estava feliz. “Ela estava muito melhor desde a separação. Mas vinha sofrendo diversas ameaças por parte do marido. Ontem de madrugada ele já tinha inclusive invadido a casa dela”, destacou a mulher, que pediu para não ser identificada.

Vilma foi assassinada a uma quadra de casa. Informações não oficiais dão conta que Vilma estava no ponto de ônibus para ir fazer um BO contra José Vieira, pelo o que ele havia feito durante a madrugada. Uma das filhas do casal, ao saber do crime, foi até o local e não conseguia segurar a emoção. Ela ficou mais de dez minutos debruçada sobre o corpo da mãe.
Fonte: PortalRondon